Revista Trimestral da Aitiara Escola Waldorf

Primavera Micael

escola waldorf

Escola Aitiara, Pedagogia Waldorf, aitiara

Época Outono Páscoa

Plano Diretor: Por que precisamos de um?

Jorge Miguel Cisneros | Edição #22 Março 2017 | Outono Páscoa

O que é mesmo um plano diretor?

Um plano para dar direção. Um caminho a ser seguido. Uma meta que nos oriente em relação aos passos a serem dados.

É uma obrigação? Estamos selando nosso futuro? É realmente o plano certo?

Enfim, são perguntas que surgem quando paramos e pensamos um pouco neste processo.

Mas, vejamos quais são os desafios maiores desta nossa época, da época onde nos tocou viver e aprender em comunidade.

Uma escola Waldorf é uma experiência social e cultural. Surge no século passado como uma possibilidade de transformar em seu nível mais profundo uma sociedade, que já naquela época, se colocava numa situação de crise e embates sociais dramáticos.

A escola Waldorf propõe uma transformação a partir de novas gerações. A partir de crianças que possam aprender de uma nova maneira, que possam formar uma individualidade onde as forças da vontade, do sentimento e da cognição possam atuar em equilíbrio a serviço de uma ação no mundo que se ocupe ao mesmo tempo com as necessidades do outro e preencha também os anseios do próprio indivíduo.

É algo impossível? Não pode ser! É, e deve ser, nossa meta maior. Meta pode ser transformada em algo ainda maior, um ideal.

A ideia é aquilo que nos ilumina! Que nos entusiasma e impulsiona para o realizar.

Quando dentro de uma comunidade se junta um grupo em torno da ideia Plano Diretor, forças do futuro se aproximam da instituição.

O ideal da escola e suas metas se renovam, são revisitadas, uma imagem do presente com suas conquistas e desafios se torna mais clara, e num olhar retrospectivo, olhando para o passado reconhecemos desde o impulso inicial, a identidade da escola e sua missão, podemos, nas voltas da sua biografia, ver como ela enfrenta seus desafios, que curvas foram necessárias para driblar os obstáculos, como a comunidade reage diante das dificuldades, como comemora suas conquistas e como se organiza para dar os próximos passos.

Foi com esta motivação que surgiu dentro da Diretoria da Associação este impulso do atual Plano Diretor.

E vejamos como foi importante este processo já ter sido feito uma primeira vez!

Há dez anos, aproximadamente, a comunidade fez o primeiro plano neste formato participativo, e publicou em murais. A visibilidade da nossa missão e a visão de como seríamos em 2013 nos orientou em algum grau neste caminho.

Saber que o prazo da nossa Visão já tinha se esgotado também foi importante para renovar o processo e estabelecer novas metas!

Assim como da primeira vez contamos com a ajuda da experiência.

O Sr. Bernhard Walzberg mais uma vez contribuiu com sua sabedoria prática e vivencial e soube conduzir junto a um grupo de pais, professores e colaboradores da escola um processo de:

• conscientização do histórico da escola;
• formação de uma imagem guia do ser humano, de suas relações sociais e de seus desafios;
• formação de imagem de uma instituição, sua organização e funcionamento e seus desafios.

Após este amadurecimento espiritual do grupo, recheado também de exercícios sociais e artísticos, partimos para a confecção do nosso objetivo final, revivificar nossa Missão, realinhar nossa Visão para os próximos sete anos e estabelecer como faremos isso, ou seja, que Valores nortearão este caminho. E assim as perguntas do início talvez retornem.

Dar passos a frente no mundo de hoje em direção a uma verdadeira essência humana exige consciência.

Precisamos de um esforço gigantesco para trabalhar em grupo, as forças antissociais são muito fortes.

Por isso toda realização coletiva é melhor do que a individual, nos afinamos quando trabalhamos com outros, nos corrigimos, uns aos outros, nos equilibramos, uns nos outros.

Procuramos trabalhar na confecção do atual Plano Diretor com:

Intuição para nos conectarmos à ideia primordial do ser humano
Inspiração para percebermos a realidade e o que ela nos pede e
Imaginação para ter uma visão, daquilo que devemos construir materialmente para que aquilo que o nosso espírito anseia se torne realidade!

Novamente a entidade completa do homem é necessária para construir um futuro digno e possível.

Agora vem o trabalho, e soma-se à tríade Intuição-Inspiração-Imaginação a famosa Transpiração!!!

Que possamos todos suar um pouquinho para a realização desta grande obra, e cansados, com aquele cansaço bom da missão cumprida, festejar cada pequena vitória, com muita arte, alegria e leveza!

escola waldorf

Escola Aitiara, Pedagogia Waldorf, aitiara